A Lua, Marte e Urano estarão fechados na quarta-feira

Spread the love

Na quarta-feira à noite (20) o céu vai mostrar um fenômeno muito interessante. Será a aproximação de Urano e Marte. No entanto, os dois planetas não serão os únicos protagonistas do evento. Isso ocorre porque a Lua também estará presente.

O fenômeno será muito separado para caber no campo de visão do telescópio, mas será visível a olho nu – mesmo com pouca ou nenhuma visibilidade de Urano – ou com a ajuda de binóculos. Assim, será possível ver os três lado a lado no céu.

publicidade

Um evento semelhante foi registrado em outubro do ano passado. Urano foi visto com a Lua e Marte também estava presente, mas um pouco mais longe do fenômeno desta quarta-feira.

Urano é um planeta que desperta muita curiosidade entre cientistas e entusiastas. Isso porque, além de ser muito frio, ele gira em um ângulo de 90 graus em relação aos demais membros do sistema solar.

A principal teoria que explicaria esse detalhe é que algo atingiu Urano há muito tempo, fazendo com que o planeta se movesse e girasse em um ângulo que não corresponde à sua própria órbita ao redor do sol.

Vale lembrar que, além desta noite, especialistas acreditam que esse fenômeno será visível na próxima quinta-feira (21).

publicidade

Próximos eventos astronômicos

27 de janeiro: Mercúrio estará no ponto mais alto do céu e será visível cerca de 15º acima do horizonte ao pôr do sol. Olhe para o oeste.

28 de janeiro: Lua cheia de janeiro, conhecida nos Estados Unidos como “Lua do Lobo”.

Como se orientar

Para seguir nosso calendário astronômico, é importante saber em que direção olhar e como reconhecer os principais pontos cardeais. Você pode usar um truque antigo, bússola ou aplicativo astronômico em seu telefone para isso.

O velho truque é baseado em uma frase que você provavelmente aprendeu na escola: “o sol nasce no leste e se põe no oeste”. Fique de pé e estenda os braços, com a mão direita voltada para o leste e a esquerda voltada para o oeste. Então você terá o leste à direita, o norte na frente, o oeste à esquerda e o sul atrás de você.

Quanto à bússola, quem usa iPhone não precisa de um aplicativo adicional: basta usar a “Bússola”, que faz parte do iOS. Para Android, minha recomendação é “Compass Only”, da PixelProse SARL, que é bonita, simples, gratuita e, o mais importante, sem anúncios.

O SkySafari usa uma bússola e GPS para identificar as estrelas para as quais o telefone está apontando. Figura: currículo de simulação

Outra opção é usar um aplicativo astronômico que usa uma bússola de telefone e sua localização obtida via GPS para identificar o que você está mirando ou indicar para onde olhar. Uma boa opção é o Sky Safari, da Simulation Curriculum Corp., que está disponível nas versões Android e iOS e pode ser usado gratuitamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *